27
set
07

PEIDEI mas não fui eu, por Lobão

Em oposição ao falido CANSEI, organizado pela direita brasileira, o cantor-compositor-agitador Lobão lançou o movimento PEIDEI. Depois de ser visto inúmeras vezes com a camiseta com os dizeres “PEIDEI mas não fui eu“, Lobão lançou sua campanha na última quarta-feira (também conhecido como ontem) durante uma entrevista no programa do Jô Soares. Mesmo sem assistir ao programa, adianto que a entrevista foi muito boa. Polêmico e desbocado, Lobão continua com a mesma atitude rock n’roll que faz com que muitos acreditem que ele devia mesmo é lançar um CD só com entrevistas.
A camiseta já causou polêmica no Senado Federal, quando um diretor da TV Senado pediu para Lobão trocar de camisa antes de um debate que seria trasmitido ao vivo, sob a alegação de que aquelas palavras não cairiam bem em uma transmissão em cadeia nacional. Sua resposta foi “só se vocês trocarem o presidente do Senado“.
No programa do Jô, Lobão deixou claro suas intenções em criar um movimento nacional, quem sabe um partido, pela moralização e pela ética na política brasileira. Denunciando que muita gente em Brasília esta com a mão amarela dentre estes o presidente Lula.
A campanha é uma dura crítica a esquerda brasileira que perdeu a autonomia crítica diante do governo petista, fazendo vista grossa aos desmandos do governo Lula e pensando que o mundo se dividiu entre “golpistas” e “adesistas“.
A trilha sonora da campanha é uma paródia da música “Que será que será” de Chico Buarque, lulista de carteirinha, cuja unanimidade na esquerda é maior que a de Che Guevara.

QUEM SERÁ QUE PEIDA

Ó, quem será que peidar
que tire o cu da reta e não demore
com a mão amarela, se inocente
que sem prova concreta não dá pra pegar
e todos os trambiques irão te salvar
com todos os auxílios da presidência
e todo benefício da leniência
de todos os decretos que te aliviam
pois quem não tem vergonha quando chafurda
não entende o desespero de coisa alguma
pois quem não tem decoro, nem nunca terá
porque não dá castigo.

Ó quem será que peidar
que apague a luz dos aeroportos
pra debaixo do tapete todos os mortos
e vem gente me pedindo: relaxa e goza
colhendo os impostos para a mesada
na eterna incompetência do governante
impondo com orgulho a falcatrua
a dança do larápio que ganha a rua
enquanto que a gente a se perguntar
aonde é que a gente então vai parar
e se não tem remédio, pra que implorar
a quem não dá ouvido

Ó quem será que peidar
desfaça o flagrante dos mensaleiros
e faça um desagravo pros brasileiros
é só um feriado que a gente esquece
se benza duas vezes com a mão na massa
com a cara de enlevo ninguém vai notar
triplique o dinheiro pra olimpíada
com a cara de tacho que te consagra
no próximo vexame ninguém vai lembrar
não há merecimento nem nunca haverá
por que ninguém exige nem exigirá
tua cabeça a prêmio.

Anúncios

20 Responses to “PEIDEI mas não fui eu, por Lobão”


  1. 1 bettydopazo
    setembro 29, 2007 às 12:03 pm

    É O MÁXIMO ESSA VONTADE , ESSA CORAGEM, ESSA OBSESSÃO. LOBÃO.. FALE, PENSE, CANTE…SEMPRE. TU, TOTALMENTE, DESVENDAS.

  2. outubro 1, 2007 às 8:42 am

    Será que não tem site oficial??? este movimento eu gostaria de apoiar…

  3. 3 B.Cardoso
    outubro 4, 2007 às 12:35 am

    Muito bom. Ótima letra.

  4. 4 Chupps My Holla
    outubro 4, 2007 às 2:13 pm

    Só Marx salva…quem? Os pobres e indigentes na falida URSS, agora republiquetas beligerantes e igualmente pobres e falidas? Salva os Berezovskis da vida, e todos os membros do partido, de terem destinos iguais ao da população sofrida, como tão bem descreve Dostoiévski em suas obras? Salva os cubanos da ditadura de Fidel, da supressão dos direitos essenciais de ir e vir, em nome de um comunismo de fachada onde privilégios são distribuidos com senha, e pessoas desaparecem a torto e a direito simplesmente por terem opiniões contrárias? Salva a população da Venezuela do falso esquerdista Chavez e sua política da mordaça, sua ditadura disfarçada, sua presunção autoritária, sua beligerância?? Salva a população brasileira desse péssimo caráter que temos na presidência, e sua fanfarronice, seus discursos vazios, suas medidas populistas, seus privilégios, a deturpação da história nacional, os conchavos com a pior escória da política, o acobertamento de ladrões e corruptos?? Marx não salva, cara. então, enfie ele no cu e rode, seu alienado do caralho

  5. outubro 5, 2007 às 4:57 pm

    Esse aí de cima peidou hein!

  6. outubro 7, 2007 às 3:57 pm

    Caro Chupps,
    vai ler a Veja, vai!

  7. 7 CUPEIDANDO LULA DA SILVA
    outubro 12, 2007 às 2:19 pm

    ESSE MOVIMENTO E PURO GAZES,E GASEZ ARREGAÇA MAIS AINDA A CAMADA DE OZONIO, MAS COMO EU NÃO SEI DE NADA EU APOIO ESSE MOVIMENTO.HEHEHEHE

  8. 8 Zantonc
    outubro 15, 2007 às 9:55 am

    Parabéns pelo blog.
    Cada vez mais é necessário invadir os protocolos da blogsfera dominada pelos sons flautulentos do capitalismo senil. Precisamos de espaços para combater a anemia, a anestesia, a hipocrisia e a alienação reinantes, incessantemente produzidas pelo império e impressas como verdade absoluta ou absoluta ausência de verdade. Precisamos quebrar a paralisia crítica e teórica das correntes marxistas no Brasil, desorientadas desde a época em que depuseram as armas e resolveram embarcar no caminho furado puramente eleitoreiro, confundindo-o com processo democrático.
    Alguns embarcaram na visão da sociedade como um parque de diversões, consumismo doido, loucura total, vou-me-dar-bem, o resto-que-se-foda.
    Quem nunca desistiu da luta virou jurássico, ainda que tenha percebido todo o processo de mudanças nas últimas décadas, adquirido novas táticas, refinado a visão de mundo, crescido. Tudo porque qualquer comunista de verdade sabe muito bem que o ritmo do mundo atual é a expressão de uma intensificação da exploração, colocada num nível que torna a época da revolução industrial no chinelo (compare a exploração dos bóias-frias na década de 70 e a atual, por exemplo).
    Hoje criou-se um cordão protetor para a preservação do status quo, cordão que abrange a própria expressão lingüística (os empresários dão emprego, não exploram mais; revolução é algo prejudicial; a greve é forma de luta ultrapassada e a mídia mostra seus efeitos de modo distorcido, ocultando as causa; a mídia manipulada expressa um pensamento único – crítica que é minimizada como chavão); as ONGs, filhas do neoliberalismo, substituem a luta social, tomando para si, sem qualquer permissão popular, formas de intervenção que apontam para a necessidade de transformação, mas a função delas é amaciar (no que seu papel substitui o da igreja como instância que evita conflitos).
    Fora a abertura total aos interesses das grandes corporações, numa concepção fundamentalista e rígida, exprssão de uma mentalidade para a qual qualquer crítica é vista como algo radical. Nosso bens culturais são saqueados; o acervo de Jorge Amado deve ser vendido a Harvard; vestígios arqueológicos são destruídos; o nióbio é quase doado; a Cool Earth vende lotes da Amazônia pela internet (Ver no site desses filhos da puta); a indústria bélica foi desmontada com rídículos argumentos pacifistas financiados pelo Departamento de Estado dos USA, enquanto existe a tentativa de reduzir o exército a uma polícia especial (o treinamento já está sendo feito no Haiti); há todo um processo de colombianização da polícia, transformando-a em sub-agência dos órgãos repressivos norte-americanos; a Reforma Mec-Usaid está sendo completada, sob os olhos complacentes de um movimento estudantil domesticado com grandes verbas; a favela é o nosso projeto urbano oficial por excelência, pois transformou-se em curral eleitoral; a corrupção campeia de norte a sul; a prostituição de crianças se alastra; a idéia de juventude foi vendida no mercado e transformada em faixa etária de consumo, parte dos jovens vaga no mundo das drogas, ou seja, temos uma juventude fabricada no gabinete das grandes corporações, construída para alimentar cifrões e impedir rebelião; o sindicalismo foi reduzido a braço sindical de partidos políticos, esvaziado de sua intrínseca expressão classista: de um lado temos centrais sindicais identificadas com partidos – CUT, Força Sindical, CGT, Conlutas, etc.- de outro lado, temos os financiamento externo do movimento sindical por órgãos internacionais que abandonaram a luta de classes há décadas.
    Não tenho, no entanto, visão pessimista. Isto aí acima é um reduzido e pálido retrato do capitalismo no Brasil. Contra isso me movo do jeito que posso, mínimo mas sem concessões. Não sou filiado a nenhum partido (e digo isso com tristeza) porque não existe partido comunista no Brasil: o maior deles PCdoB transformou-se em gerente do capitalismo no Brasil, implementa, junto com o PT, as práticas nocivas do neoliberalismo no Brasil. Os outros, apesar de possuirem muitos companheiros que merecem respeito pela luta e pela trajetória, não conseguem sair do status de seita esquerdista e se fundir às lutas populares. Mas acredito que a necessidade histórica de um instrumento de transformação acabará nos levando a formação de um bloco, um movimento, um partido ou algo parecido, construído não apenas para disputar e ganhar eleições manipuladas pela mídia, fraudadas pela força da grana que transforma nulidades em lideranças, e todas as mazelas do sistema pseudodemocrático que nos governa.
    Resisto no meu blog – http://lutadeclasses.blogspot.com Quando quiser dar uma olhada, será bem vindo.
    Um abraço,
    José Antônio

  9. 9 Felipe
    julho 10, 2008 às 3:43 pm

    Caramba, o cara que peidou na Veja não entendeu nada!!! Ele leu Marx e achou que tinha entendido. Vai ouvir DJ Marky!
    O que eu gostei mesmo foi a denúncia ao puxa-saquismo do Chico Buarque. Minha vida melhorou muito depois que assumi que eu não suporto o Chico Buarque (e seus asseclas Caetano, Gil – alguém sabe dele? e cia.). Rock´n´Roll!

  10. 10 someone
    agosto 5, 2008 às 9:33 pm

    Malditos são os porcos capitalistas, que arruinam com a vida de milhões de seres humanos.
    E as pessoas ainda teimam em dizer, que a pobreza de uns, não tem nada haver com a riqueza de outros.
    Vivemos um mundo, onde para cada ação existe uma reação, um mundo onde opostos estão cada vez mais próximos e relacionados.
    Alienados, são os capitalistas, que batem no peito e gritam com orgulho: “Tudo o que eu conquistei foi com o suor do meu trabalho”. Mas se esquecem que o seu triunfo significa a derrota de outro.
    Por isto meus amigos, defendo a bandeira de um mundo melhor e mais justo, onde sejamos valorizados por quem somos e não pelo que temos.
    Esta iniciativa do Lobão, foi extraordinária e aos cretinos capitalistas deixo a minha mensagem:
    O SISTEMA DE VOCÊS FUNCIONA TÃO BEM, QUE EM TÃO POUCO TEMPO ESTAMOS CONSEGUINDO ACABAR COM OS RECURSOS NATURAIS DE NOSSO PLANETA, EM TÃO POUCO TEMPO, ESTAMOS CONSEGUINDO DESTRUIR O QUE A NATUREZA LEVOU MILHARES DE ANOS PARA CONSTRUIR, E VOCÊS AINDA DIZEM: “COMPREM, CONSUMAM”.
    MALDITOS GANANCIOSOS, O DIA DE VOCÊS AINDA VAI CHEGAR, LEMBREM-SE DE QUE NA REVOLUÇÃO FRANCESA, OS NOBRES TIVERAM AS CABEÇAS DECAPTADAS. UM DIA AINDA IREMOS DECAPTAR A CABEÇA DE VOCÊS!

  11. 11 fabiano
    agosto 30, 2008 às 6:45 pm

    EU TAMBEM APOIO ESSES SOCIALISTAS AQUI EM CIMA ,
    EU TAMBEM QUERO RECLAMAR DA NESTLE , DO BILL GATES E DOS ESTADOS UNIDOS ,
    JA NAO AQUENTO ESTUDAR MAIS NA FACULDADE PARA TRABALHAR,
    QUERO ESSA REVOLUÇAO O MAIS RAPIDO POSSIVEL , PARA SAIR DA ESCOLA E O GOVERNO MIM SUSTENTAR
    TAMBEM SEI RECLAMAR E ATE MELHOR QUE ESSE AIM

  12. 12 Lenin
    janeiro 3, 2009 às 12:58 pm

    Lobão é um oportunista sabe como aparecer…
    louvo a atitude de criticar mas as criticas ao Lula são cretinas, são esterótipos criados pela direita…

    Abaixo aos esterótipos e a salvação pelos teóricos uspianos

  13. 13 quilombonnq
    maio 29, 2009 às 5:19 am

    REVOLUÇÃO QUILOMBOLIVARIANA!
    Viva! Chàvez! Viva Che!Viva! Simon Bolívar! Viva! Zumbi!
    Movimento Chàvista Brasileiro- Ações Afirmativas Afro –Ameríndia *Quilombismo *
    A comunidade negra afros-decendentes brasileira
    é solidaria e apóia o povo palestino Viva a Palestina!
    Manifesto em solidariedade, liberdade e desenvolvimento dos povos afro-ameríndio latinos, no dia 01 de maio 2008 dia do trabalhador foi lançado o manifesto da Revolução Quilombolivariana fruto de inúmeras discussões que questionavam a situação dos negros, índios da América Latina, que apesar de estarmos no 3º milênio em pleno avanço tecnológico, o nosso coletivo se encontra a margem e marginalizados de todos de todos os benefícios da sociedade capitalista euro-americano, que em pese que esse grupo de países a pirâmide do topo da sociedade mundial e que ditam o que e certo e o que é errado, determinando as linhas de comportamento dos povos comandando pelo imperialismo norte-americano, que decide quem é do bem e quem do mal, quem é aliado e quem é inimigo, sendo que essas diretrizes da colonização do 3º Mundo, Ásia, África e em nosso caso América Latina, tendo como exemplo o nosso Brasil, que alias é uma força de expressão, pois quem nos domina é a elite associada à elite mundial é de conhecimento que no Brasil que hoje nos temos mais de 30 bilionários, sendo que a alguns destes dessas fortunas foram formadas como um passe de mágica em menos de trinta anos, e até casos de em menos de 10 anos, sendo que algumas dessas fortunas vieram do tempo da escravidão, e outras pessoas que fugidas do nazismo que vieram para cá sem nada, e hoje são donos deste país, ocupando posições estratégicas na sociedade civil e pública, tomando para si todos os canais de comunicação uma das mais perversas mediáticas do Mundo. A exclusão dos negros e a usurpação das terras indígenas criaram-se mais e 100 milhões de brasileiros sendo estes afro-ameríndios descendentes vivendo num patamar de escravidão, vivendo no desemprego e no subemprego com um dos piores salários mínimos do Mundo, e milhões vivendo abaixo da linha de pobreza, sendo as maiores vitimas da violência social, o sucateamento da saúde publica e o péssimo sistema de ensino, onde milhões de alunos tem dificuldades de uma simples soma ou leitura, dando argumentos demagógicos de sustentação a vários políticos que o problema do Brasil e a educação, sendo que na realidade o problema do Brasil são as péssimas condições de vida das dezenas de milhões dos excluídos e alienados pelo sistema capitalista oligárquico que faz da elite do Brasil tão poderosa quantos as do 1º Mundo. É inadmissível o salário dos professores, dos assistentes de saúde, até mesmo da policia e os trabalhadores de uma forma geral, vemos o surrealismo de dezenas de salários pagos pelos sistemas de televisão Globo, SBT e outros aos seus artistas, jornalistas, apresentadores e diretores e etc. Manifesto da Revolução Quilombolivariana vem ocupar os nossos direito e anseios com os movimentos negros afro-ameríndios e simpatizantes para a grande tomada da conscientização que este país e os países irmãos não podem mais viver no inferno, sustentando o paraíso da elite dominante este manifesto Quilombolivariano é a unificação e redenção dos ideais do grande líder zumbi do Quilombo dos Palmares a 1º Republica feita por negros e índios iguais, sentimento este do grande líder libertador e construí dor Simon Bolívar que em sua luta de liberdade e justiça das Américas se tornou um mártir vivo dentro desses ideais e princípios vamos lutar pelos nossos direitos e resgatar a história dos nossos heróis mártires como Che Guevara, o Gigante Osvaldão líder da Guerrilha do Araguaia. São dezenas de histórias que o Imperialismo e Ditadura esconderam. Há mais de 160 anos houve o Massacre de Porongos os lanceiros negros da Farroupilha o que aconteceu com as mulheres da praça de 1º de maio? O que aconteceu com diversos povos indígenas da nossa América Latina, o que aconteceu com tantos homens e mulheres que foram martirizados, por desejarem liberdade e justiça? Existem muitas barreiras uma ocultas e outras declaradamente que nos excluem dos conhecimentos gerais infelizmente o negro brasileiro não conhece a riqueza cultural social de um irmão Colombiano, Uruguaio, Venezuelano, Argentino, Porto-Riquenho ou Cubano. Há uma presença física e espiritual em nossa história os mesmos que nos cerceiam de nossos valores são os mesmos que atacam os estadistas Hugo Chávez e Evo Morales Ayma,Rafael Correa, Fernando Lugo não admitem que esses lideres de origem nativa e afro-descendente busquem e tomem a autonomia para seus iguais, são esses mesmos que no discriminam e que nos oprime de nossa liberdade de nossas expressões que não seculares, e sim milenares. Neste 1º de maio de diversas capitais e centenas de cidades e milhares de pessoas em sua maioria jovem afro-ameríndio descendente e simpatizante leram o manifesto Revolução Quilombolivariana e bradaram Viva a,Viva Simon Bolívar Viva Zumbi, Viva Che, Viva Martin Luther King, Viva Osvaldão, Viva Mandela, Viva Chávez, Viva Evo Ayma, Viva a União dos Povos Latinos afro-ameríndios, Viva 1º de maio, Viva os Trabalhadores e Trabalhadoras dos Brasil e de todos os povos irmanados.
    O.N.N.QUILOMBO –FUNDAÇÃO 20/11/1970
    quilombonnq@bol.com.br

  14. 14 EU
    dezembro 10, 2009 às 5:17 pm

    POr que mesmo eu pesquisei isso no google?

  15. 15 joão batista
    fevereiro 2, 2010 às 11:38 am

    Lobão anda lendo muito “o macaco simão”

  16. 16 EU
    dezembro 7, 2010 às 2:19 pm

    ESTA É A PROVA DUM SER HUMANO , SEM NADA NA CABEÇA , FALA ,PENSA E DIZ APENAS ABOBRINHAS NAO TEM O QUE ACRESCENTAR ……… MAS O QUE PODERIA SE ESPERAR DESTE CARA…………. SO MERDA……..

  17. dezembro 13, 2011 às 8:28 am

    RSRSRS.. DE VOLTA A MIDIA …

  18. 18 Hamilton
    abril 13, 2012 às 4:05 pm

    hahahahaha. lobao é transparente e fala coisas que muitos que tem rabo preso nao falam. parabens Lobao


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


RSS Midia Independente

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Estatística

  • 23,738 acessos

%d blogueiros gostam disto: