Posts Tagged ‘vídeos

12
jan
08

Ong planta árvores ‘ilegais’ por toda Europa

O pessoal da Ong Friends of the Earth Europe lançou a campanha Stop stealing our forests! para denunciar o desmatamento voraz ao qual são vitimas as florestas da Europa e de todo mundo.
Com o slogan “O que é ilegal? Plantar arvores ou destruir nossas florestas?” o grupo promove ações pela madrugada das cidades européias na qual plantam árvores no meio do passeio público. Mesmo lugares inusitados como pontes ganham as suas árvores. E se alguém pensa que eles tem medo de serem pegos no exercício de sua atividade ilegal, não se enganem, pois nem mesmo a polícia escapa.

11
jan
08

O que os americanos pensam sobre a política externa americana?

A ignorância dos americanos é notória em todo mundo. Na Europa até os portugueses tiram onda da cara deles. Perguntar sobre noções complexas de matemática como “Quantos lados tem um triângulo?” é um verdadeiro calvário para um americano médio, tipo George W. Bush. Noções de história e geografia nem se fala. Mesmo que elas sejam essenciais para entender a diplomacia americana, elas passam desapercebidas pela ampla maioria da populção. O resultado mais óbvio são entedimentos que fariam a Carla Perez tremer de indignação como a possibilidade do embargo a Cuba ser motivado porque Fidel Castro canta muito mal ou que Kofi Anan esta em promoção na Starbucks. Até o Brasil, se rir muito desse vídeo, pode ser o próximo pais a sentir o peso da ignorância do Império.
É pra lá de engraçado, mas dá medo. É a cara da política externa americana.

A dica do vídeo é do Blog Incêndio Acidental.

10
dez
07

Rage Against the Machine – O som do protesto


Surgida em 1991, a banda Rage Against The Machine foi composta até 2000 por Zack de La Rocha (vocal), Tom Morelio (guitarra), Tim Bob (baixo) e Brad Wilk (bateria). Todos colegas de escola secundaria de Los Angeles, nos Estados Unidos.
A banda faz uma mistura de som pesado (punk, rock, metal, rap, dentre outros) e letras politizadas que denunciam a repressão e o sistema, rendendo-lhes já no seu primeiro álbum (Rage Against The Machine, 1992) a proibição de fazer shows em alguns estados americanos, dado o conteúdo anti-EUA. A crescente censura gerou em 1993, o show no Lollapalooza III, no qual todos os integrantes da banda permaneceram nus no palco durante mais de dez minutos, no mais absoluto silêncio. Todos com a boca amordaçada por fitas pretas e cada qual com uma letra no corpo compondo a sigla da facista Parents Music Resource Center.
Até o lançamento de Evil Empire (1996), seu segundo disco, o Rage promoveu inúmeros shows que viriam a compor uma das características mais marcante do grupo: o apoio a causas, movimentos, grupos e militantes. Em 1994, percorreram a Califórnia com o show For the Freedom of Leonard Peltier, cuja renda foi doada para o Comitê de Defesa de Leonard Peltier, índio americano acusado de assassinar dois agentes do FBI que invadiram sua reserva indígena, oficialmente atrás de um jovem acusado de roubar botinas usadas. O mesmo show também teve a renda dividida entre a United Workers e a Para Los Ninõs.
Em 1996, causaram polêmica ao cantar duas músicas no programa de TV Saturday Night Live. A segunda música não foi ao ar, pois apresentava uma bandeira americana de cabeça para baixo em protesto contra a presença de outro convidado, o mega-empresário e candidato a presidente Steve Forbes.
Ainda em 1996, lançaram o álbum Live and Rare, com regravações de sucesso do primeiro e do segundo disco em versões ao vivo, com a inclusão da inédita Zapata’s Blood, sobre o Movimento Zapatista do México.
Já em 1997 fizeram turnê com o grupo irlandês U2, doando os lucros dos shows à causa de Mumia Abu-Jamal (jornalista e ativista americano negro, condenado à morte por matar um policial que espancava o seu irmão, sem que fosse levado em consideração varias testemunhas de defesa), a da FAIR (ONG que defende minorias), a dos Zapatistas e da Women Alive (entidade que cuida de mulheres portadoras do vírus HIV).
No mesmo ano o guitarrista Tom Morelio foi preso com mais de 30 pessoas em protesto contra a Guess (famosa grife de roupas), na campanha desenvolvida contra as sweatshops, empresas que usam trabalho precarizado. Nas palavras do próprio:

Nós somos contra eles, por que eles tiram proveito dos trabalhadores em Calcutta, e nos EUA (Los Angeles, New York City, e Bay Area). Eles têm condições de trabalho escravas. E eles estão contando com que as pessoas que leiam isso não se importem. Eles acham que a moda é mais importante e mais nada importa, e então aquela exploração brutal daqueles trabalhadores não os importa. Nós estamos dizendo que eles estão errados.

Em 1999 gravaram seu terceiro álbum com músicas inéditas, o The Battle of Los Angeles. Cuja canção Guerrila Radio protesta contra a situação de Mumia Abu-Jamal. Foi realizado um show em beneficio dele e um protesto em Genebra, na Suíça, junto às Nações Unidas contra a pena de morte nos Estados Unidos. No mesmo ano cantaram no Tibetan Freedom Concert, pela independência do Tibete ainda sob invasão chinesa. Na reedição do Woodstock em 1999 queimaram a bandeira dos Estados Unidos.
Em 2000 lançaram um álbum só com covers de rappers como MC5, bandas como Rollings Stones, e cantores como Bob Dylan. Todas as suas músicas foram censuradas e proibidas de tocar nas rádios americana após os eventos de 11 de setembro. Este ano, o Rage Against The Machine está de volta com turnê mundial.

O clipe acima, Wake Up, foi feito pelo pessoal do blog Soma Kaos.

27
set
07

PEIDEI mas não fui eu, por Lobão

Em oposição ao falido CANSEI, organizado pela direita brasileira, o cantor-compositor-agitador Lobão lançou o movimento PEIDEI. Depois de ser visto inúmeras vezes com a camiseta com os dizeres “PEIDEI mas não fui eu“, Lobão lançou sua campanha na última quarta-feira (também conhecido como ontem) durante uma entrevista no programa do Jô Soares. Mesmo sem assistir ao programa, adianto que a entrevista foi muito boa. Polêmico e desbocado, Lobão continua com a mesma atitude rock n’roll que faz com que muitos acreditem que ele devia mesmo é lançar um CD só com entrevistas.
A camiseta já causou polêmica no Senado Federal, quando um diretor da TV Senado pediu para Lobão trocar de camisa antes de um debate que seria trasmitido ao vivo, sob a alegação de que aquelas palavras não cairiam bem em uma transmissão em cadeia nacional. Sua resposta foi “só se vocês trocarem o presidente do Senado“.
No programa do Jô, Lobão deixou claro suas intenções em criar um movimento nacional, quem sabe um partido, pela moralização e pela ética na política brasileira. Denunciando que muita gente em Brasília esta com a mão amarela dentre estes o presidente Lula.
A campanha é uma dura crítica a esquerda brasileira que perdeu a autonomia crítica diante do governo petista, fazendo vista grossa aos desmandos do governo Lula e pensando que o mundo se dividiu entre “golpistas” e “adesistas“.
A trilha sonora da campanha é uma paródia da música “Que será que será” de Chico Buarque, lulista de carteirinha, cuja unanimidade na esquerda é maior que a de Che Guevara.

QUEM SERÁ QUE PEIDA

Ó, quem será que peidar
que tire o cu da reta e não demore
com a mão amarela, se inocente
que sem prova concreta não dá pra pegar
e todos os trambiques irão te salvar
com todos os auxílios da presidência
e todo benefício da leniência
de todos os decretos que te aliviam
pois quem não tem vergonha quando chafurda
não entende o desespero de coisa alguma
pois quem não tem decoro, nem nunca terá
porque não dá castigo.

Ó quem será que peidar
que apague a luz dos aeroportos
pra debaixo do tapete todos os mortos
e vem gente me pedindo: relaxa e goza
colhendo os impostos para a mesada
na eterna incompetência do governante
impondo com orgulho a falcatrua
a dança do larápio que ganha a rua
enquanto que a gente a se perguntar
aonde é que a gente então vai parar
e se não tem remédio, pra que implorar
a quem não dá ouvido

Ó quem será que peidar
desfaça o flagrante dos mensaleiros
e faça um desagravo pros brasileiros
é só um feriado que a gente esquece
se benza duas vezes com a mão na massa
com a cara de enlevo ninguém vai notar
triplique o dinheiro pra olimpíada
com a cara de tacho que te consagra
no próximo vexame ninguém vai lembrar
não há merecimento nem nunca haverá
por que ninguém exige nem exigirá
tua cabeça a prêmio.

19
set
07

A Natureza esta certa – uma profecia de Raul Seixas

Em tempos dominados pelo debate sobre o aquecimento global esta entrevista de Raul Seixas é, como ele mesmo diz, “profética”. O nosso maluco beleza conseguiu enxergar a 30 anos atrás o que imbecis de pedigri, como George W. Bush, ainda se recusam a ver.

12
set
07

A religião é o ópio do povo – A Menina Pastora Louca

Ana Carolina, uma garotinha de 12 anos da cidade de Campo Grande na baixada fluminense, é a responsável por um dos grandes hypers do Youtube no Brasil.
Conhecida como a “Menina Pastora Louca“, ela conseguiu mais de 500 mil exibições de uma das pregações mais toscas desde a reforma protestante.
No entanto, melhor que esse video são as versões dadas pelos internautas como o remix Funk da Menina Pastora e o mais singelo de todos, o Menino Pastorinho, protagonizado por Hitler, o EMO mais odiado da história.



11
set
07

Manu Chao lança La Radiolina no Brasil

O mais globalizado dos cantores estará lançando La Radiolina, seu novo álbum, no Brasil. O disco mantém o mesmo caráter ativista que vem marcando a carreira do cantor desde os tempos do Mano Negra.
Mesmo sem turnê prevista para o país, sua presença está confirmada para dia 28 de Outubro no I Encontro Nacional de Rappers e Repentistas que ocorrerá em Campina Grande/Pb, momento em que vai dividir o palco com os Racionais MCs.
Segue abaixo Rainin in paradize, um dos hits do seu novo disco. A música esta sendo distribuída gratuitamente no site do próprio Manu Chao.




RSS Midia Independente

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Estatística

  • 23,718 acessos